Alphagraphics blog

Tag: inbound marketing

3 pilares para se tornar mais influente no seu mercado

3 pilares para se tornar mais influente no seu mercado Ter uma marca forte, consolidada e influente é um dos principais objetivos da maioria das empresas, que podem aproveitar sua presença de mercado para conquistar cada vez mais clientes e persuadi-los a consumir seus produtos ou contratar seus serviços. Isso é possível graças às mudanças que foram observadas no comportamento do consumidor, que passou a usar a internet como fonte de entretenimento, informação e relacionamento.
Para fazer com que uma marca — seja ela pessoal ou empresarial — se torne influente no mercado a ponto de ela obter vantagens competitivas, é fundamental investir em diferenciais que a destaquem do restante da concorrência. Além disso, é necessário que a marca seja capaz de transmitir confiabilidade e de criar uma boa identificação com seu público-alvo.
O estabelecimento de uma presença digital influente depende de um conjunto de ações baseada em 3 principais pilares. Descubra quais são a seguir:

1. Conteúdo de valor
O marketing de conteúdo é uma estratégia que gera valor para determinada marca por meio da oferta de material de qualidade, produzido especialmente para um público-alvo. É fundamental que este conteúdo seja relevante, rico e atrativo, trazendo informações completas a respeito de um assunto que seja do interesse do consumidor.
Isso pode ser feito de diversas maneiras: criação de artigos que serão publicados no blog da marca, envio de e-mail marketing a clientes previamente cadastrados, publicações em redes sociais, produção de vídeos, ebooks, landing pages e muito mais.

2. Relacionamento
A habilidade de se relacionar é essencial para se tornar um grande influenciador, e isso vale tanto para os clientes quanto para outras marcas influentes do mercado. Sempre converse com seu público, responda às suas dúvidas e incentive a participação deles em seus canais de comunicação. Assim, você cria um relacionamento duradouro com os consumidores, fazendo com que eles tenham vontade de negociar com sua marca e ouvir o que ela tem a dizer.
Por outro lado, também vale a pena identificar os principais influenciadores do seu mercado e fazer parcerias com ele, aumentando a autoridade da sua marca e alcançando uma audiência cada vez maior. Uma excelente maneira de fazer isso é por meio guest posts e promoções realizadas em conjunto com outra empresa.

3. Presença
Não há muito sentido ser influente na internet, mas não fazer jus a esta fama no mundo real. Portanto, além de investir em conteúdo e relacionamento online, preocupe-se em marcar presença também no âmbito físico: entregue produtos de qualidade, participe de eventos da sua área e permita-se ser encontrado pelo seu público.
Para ganhar mais visibilidade e ser influente no mercado, conte com a AlphaGraphics! Read article →

5 passos para criar um mailing eficiente

5 passos para criar um mailing eficiente O mailing é um banco de dados que reúne nomes, endereços e informações relevantes a respeito dos consumidores que já fizeram negócio com sua marca ou que podem vir a fazer no futuro. Trata-se de uma ferramenta poderosa para criar e manter um relacionamento com o cliente, fazendo com que ele se mantenha interessado por aquilo que sua marca tem a oferecer.
Um bom mailing é composto pelos contatos certos, que não necessariamente precisam ser muitos. O mais importante é que seu mailing contenha pessoas que realmente se interessam pelo seu negócio e desejam estar na sua lista de e-mails — seja para conhecer a marca de maneira mais profunda, para ficar sabendo de promoções ou porque se interessam pelos produtos oferecidos.

5 passos para criar um mailing eficiente
1. Peça o e-mail de seus consumidores
Pedir para que os visitantes do seu site e seus clientes assinem a lista de e-mails é uma das mais eficientes formas de conseguir novos assinantes para seu mailing. Esta é uma estratégia direta e sincera, capaz de atrair muitos contatos importantes para seu banco de dados.

2. Coloque formulários em seu site
Para facilitar a captura de novos assinantes, inclua formulários de inscrição para seu mailing ao final dos seus artigos e nas páginas mais importantes do seu site. Você também pode criar um pop-up com um formulário que aparece no momento em que o usuário está deixando sua página, convidando-o a assinar o mailing caso tenha gostado do conteúdo oferecido.

3. Crie uma oferta relevante
Ofereça alguma coisa interessante para as pessoas que assinam sua lista de e-mails, tais como: ebook, webinars, certificações gratuitas, promoções, códigos de desconto ou qualquer outro tipo de brinde que seja do interesse do seu consumidor. Vale destacar que, para que esse tipo de ação seja eficiente, é preciso que você conheça os interesses do seu cliente e a maneira como ele se comporta e obtém informações.

4. Tenha uma página de captura
Mais conhecidas como landing pages, as páginas de captura têm o objetivo único de transformar os visitantes em leads (cliente em potencial). Em geral, essa é uma página mais simples que o seu site, e traz conteúdo para convencer o visitante a realizar determinada ação — que geralmente é preencher um formulário de assinatura de mailing.

5. Incentive o compartilhamento
Se você já tiver alguns contatos em seu mailing, aproveite para incluir links ou botões de compartilhamento em suas newsletters, incentivando seus assinantes a compartilhar o conteúdo entre seus amigos e conhecidos. Claro que, para que essas pessoas tenham vontade de compartilhar seu conteúdo, é essencial que ele tenha qualidade e seja relevante para o mercado.
Na AlphaGraphics, contamos com profissionais especializados na geração de leads, que podem te ajudar a criar e organizar uma lista de e-mails eficiente, além de planejar e criar o material adequado para se relacionar com seu público-alvo.
Quer saber mais? Deixe seu comentário ou entre em contato conosco! Read article →

5 tendências de marketing para este ano

5 tendências de marketing para este ano O marketing é um tipo de estratégia que se ajusta e acompanha as mudanças na sociedade, na economia e na tecnologia disponível para consumo. Com o amplo crescimento do número de usuários de internet no Brasil, especialmente os usuários que acessam a web por meio de dispositivos móveis, as ações de marketing digital se tornaram praticamente obrigatórias para empresas que desejam aumentar suas vendas e conquistar novos clientes.
Confira, a seguir, as principais tendências de marketing digital para o ano de 2017 e comece a preparar sua estratégia para ampliar seus negócios:

Tendências de marketing para o ano de 2017
1. Inbound Marketing
Também conhecido como marketing de atração, o Inbound Marketing é composto por um conjunto de ações que se encaixam perfeitamente nas necessidades e desejos do cliente. Neste tipo de marketing, a empresa utiliza diversos canais — como blog, redes sociais, podcast, vídeo, ebook e newsletter — para compartilhar conteúdo voltado a um público específico.
A ideia é criar um ambiente atrativo para o consumidor em potencial, fazendo com que encontre a empresa por vontade própria. A partir daí, a organização conquista a “permissão” do consumidor para se comunicar com ele de forma direta, criando um relacionamento duradouro.

2. Redes sociais
Parte do dia a dia do consumidor brasileiro, as redes sociais prometem continuar em alta em 2017, com destaque especial para o Facebook — a rede com mais usuários no Brasil. Empresas que apostam em conteúdo para as redes sociais têm o poder de conquistar muitos clientes e disseminar sua marca com muito mais eficiência.

3. Marketing de conteúdo
A criação e o oferecimento de conteúdo capaz de levar valor e informação aos consumidores é outra tendência que continua forte neste ano que está começando. Esta é uma eficiente estratégia para que as marcas se estabeleçam como autoridade em determinado assunto, tornando-se referência no mercado e conquistando a confiança e simpatia dos consumidores.

4. E-mail Marketing
As campanhas de E-Mail Marketing também continuam com tudo em 2017, e a tendência é que este tipo de ação fique cada vez mais segmentada para os diferentes tipos de público. A personalização do conteúdo enviado por e-mail faz toda a diferença para que o consumidor se sinta valorizado por sua marca e queira se manter conectado a ela. A dica para quem apostar neste tipo de marketing é evitar spams e agregar mais conteúdo relevante ao cliente, evitando tratar apenas de vendas.

5. SEO          
Uma vez que o Google tende a continuar sendo o principal mecanismo de busca utilizado pelos internautas pelos próximos anos, nada mais natural que os métodos de otimização de busca (Search Engine Optimization - SEO) continuem sendo tendência de marketing em 2017. Para ganhar posicionamento nas buscas, é preciso que as empresas identifiquem as palavras-chave mais relevantes para seu negócio e criem conteúdo que faça a empresa ser encontrada pelos consumidores.
Quer saber como implementar essas tendências no seu negócio? Entre em contato conosco! Read article →


Como usar o Inbound e Outbound Marketing para melhorar suas vendas

AlphaPortugal Alphagraphics946Todo empreendedor sabe que o marketing é um ponto importante para que seu negócio cresça e desenvolva um bom relacionamento com o cliente ao divulgar seus produtos e serviços.
Chamamos a forma tradicional de marketing como “Outbound Marketing”, uma tática que se baseia em apenas vender seu produto/serviço, sem pensar em gerar um interesse a mais do público em relação à marca. Assim, com todas as mudanças de mercado e no comportamento do público, surgiu o “Inbound Marketing” com o objetivo de conquistar o consumidor.
Mas isso não significa que a empresa tem que escolher uma forma ou outra de realizar o seu marketing, e sim unificar os dois métodos para melhorar a fidelização de clientes e ao mesmo tempo, render lucro para o negócio, pois os dois se complementam.
Veja como os dois são feitos:
Inbound marketing - é um conjunto de táticas e ferramentas de marketing usadas em sintonia para a atração sistematizada de novos leads e prospects, e sua decorrente conversão em novos clientes e mais vendas.

Significa realizar uma série de novas atividades, alterações e ajustes no processo de marketing com o objetivo de atrair, converter, se relacionar e analisar os possíveis clientes, incrementando significativamente o fluxo de vendas de uma empresa.

Existem dezenas de motivos para você parar, estudar e começar a praticar Inbound marketing.

- Marketing de conteúdo custa 62% menos que o tradicional e gera três vezes mais leads;

- Empresas que utilizam dessa estratégia para geração de leads têm um custo por lead de 13% menor;

- 72% dos profissionais de marketing pensam que conteúdo produzido pela marca é mais eficiente que anúncios em revistas e 69% dizem que retorno é maior que mala direta e PR;

- 41% dos profissionais de marketing afirmam que marketing de conteúdo gera ROI positivo.

Outbound Marketing - significa buscar e estabelecer contatos diretos com potenciais clientes da empresa, conforme a definição dos segmentos e mercados prioritários.

Significa a realização de um trabalho, a aproximação da empresa com o mercado de oportunidades junto aos mais indicados profissionais dentro dos clientes potenciais, nos segmentos de mercado definidos estrategicamente pela empresa.

O canal mais utilizado para Outbound marketing é a pesquisa online e a definição do seu consumidor. Transitar e fazer bons contatos em eventos aliado com o LinkedIn também são ótimas formas de praticar o Outbound marketing.
Confira as vantagens motivos para você praticar também o Outbound marketing:

- Nada nunca substituirá o método tradicional, o olho no olho, a confiança e profundidade entre relações interpessoais;

- Outbound feito junto ao Inbound marketing potencializa muito o retorno do trabalho e conquista de novos clientes;

- A qualificação de leads, contatos com executivos de alto escalão, normalmente é muito melhor e maior que no Inbound marketing;

- Outbound marketing costuma gerar alto fortalecimento de marca para sua empresa.

A forma de marketing que seu negócio irá utilizar vai depender muito do que você pretende obter, por exemplo, se o objetivo do seu negócio é reconhecimento, aumento de visitas no site e vendas, o Inbound Marketing é a solução perfeita, agora, se você é empreendedor de uma grande empresa que já está bem posicionada no mercado, você pode utilizar o Outbound Marketing para continuar sua divulgação para um público mais amplo sem prejudicar suas vendas, mas o ideal e utilizar os dois, pois eles se completam.
Gostou das nossas dicas ou ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário! Read article →

Que tipo de empresas mais se beneficiam com Inbound Marketing?

AlphaPortugal Alphagraphics308{O Inbound Marketing, estratégia para atrair e manter clientes por meio da criação de conteúdo valioso, é cada vez mais empregado pelas empresas. Segundo um estudo, 71% dos profissionais de marketing B2B usam o marketing de conteúdo para iniciativas de geração de leads, e 37% dos profissionais também contam com uma ferramenta de marketing automation para gerar leads.
Mas o inbound marketing é útil para qualquer empresa? Existe um perfil ou tipo de empresa que mais se beneficia com o uso de conteúdo?
Como estratégia para divulgar produtos e serviços quando os clientes buscam por eles, o inbound marketing pode ser usado por praticamente qualquer empresa. Porém, algumas organizações costumam obter melhores resultados utilizando essa iniciativa:}

{1.Produtos ou serviços complexos
Quando é necessário entender em profundidade um produto ou serviço antes de adquiri-lo, o marketing de conteúdo é essencial. Isso geralmente se aplica ao comportamento de compras por empresas, durante a aquisição de tecnologias ou serviços especializados. Por isso tantas empresas que atuam no mercado B2B estão adotando o Inbound Marketing. Porém, isso também vale para o segmento B2C. Alguns setores B2C que podem se beneficiar: setor financeiro (fundos de investimento, seguros etc), tecnologia (softwares, computadores, celulares), saúde (planos de saúde, médicos etc), e outros.

2. Produtos ou serviços com impacto duradouro
Alguns produtos ou serviços não são complexos, mas implicam em impactos de médio ou longo prazo para o consumidor. Alguns impactos são financeiros, como a compra de um carro ou uma casa. Outros são emocionais, como a escolha do fotógrafo de seu casamento. Outros são profissionais, como a escolha de uma universidade. Novamente, isso se aplica tanto para o mercado B2B como para B2C.

3. Já investe em campanhas de geração de leads
Empresas que dependem de muita atividade no funil de venda podem reduzir custos consideravelmente com Inbound Marketing. Pesquisas mostram que o custo médio de um lead qualificado pode ser reduzido em até 60% em comparação com métodos mais tradicionais como marketing direto, eventos, campanhas de call center e anúncios online. Outra vantagem é que estas empresas costumam ter processos de venda bem definidos, o que facilita a mensuração dos resultados e o cálculo do ROI das atividades de inbound marketing.}

{4. Produz muito conhecimento internamente
Algumas empresas naturalmente produzem grandes quantidades de conteúdo, sejam eles documentados ou não. Empresas que entregam produtos e serviços complexos, por exemplo, costumam ter uma equipe altamente qualificada. Esse tipo de empresa geralmente só precisa de um empurrãozinho para formatar e documentar esse conteúdo de forma relevante e interessante para seus consumidores. Empresas globais também costumam ter conteúdo produzido em vários lugares do mundo. Traduzir e adaptar esses materiais é muito mais fácil e igualmente efetivo.

5. Possui verba limitada para campanhas de marketing
Utilizar inbound marketing pode economizar uma quantia de investimento considerável. A empresa pode aproveitar o conhecimento interno de sua equipe para gerar conteúdo que será encontrado naturalmente por seus consumidores.

Como visto, não são todas as empresas que podem se beneficiar com o Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo, porém muitas empresas que atualmente não adotam essa estratégia podem se beneficiar. Se está pensando em como começar: veja como criar uma estratégia de conteúdo para sua empresa.

FONTE: 1+1 > 2 http://www.1mais1maiorque2.com.br
Texto original: Tiago Amaral} Read article →
September 09 / 2013

O que é e para que serve marketing de conteúdo?

AlphaPortugal Alphagraphics306{Marketing de Conteúdo é uma estratégia para atrair e manter clientes por meio da criação e compartilhamento de conteúdo valioso e relevante. O objetivo é informar, educar e, consequentemente, conquistar uma relação de confiança para influenciar o comportamento do consumidor.}
{Na prática, marketing de conteúdo consiste em produzir textos, vídeos, documentos, estudos, pesquisas, infográficos, guias e outras peças de comunicação. Se esses materiais forem interessantes e úteis para seu público, ele o buscará ativamente. Daí o conceito de Inbound Marketing, ou seja, marketing “de fora para dentro”, que atraia clientes, ao invés do tradicional marketing “de dentro para fora”, que se vale de mensagens promocionais em massa que buscam interromper o que o consumidor está fazendo.
O Marketing de Conteúdo, quando bem feito, atrai clientes por meio da relevância de seu conteúdo em sites de busca (SEO), além de aumentar o engajamento da audiência, aumentando seu compartilhamento nas mídias sociais.
Por quê agora?
Marketing de Conteúdo não é uma novidade. O Guia Michelin, por exemplo, é do ano 1.900. Porém, sua adoção está acelerando: 90% das marcas usam alguma forma de marketing de conteúdo e os profissionais de marketing reservam cerca de 1/3 de seus orçamentos para essa estratégia.
Três fatores estão impulsionando a adoção do Marketing de Conteúdo:
1. Os consumidores aprenderam a evitar as mensagens promocionais. 86% das pessoas não assistem comerciais de TV; 44% das malas diretas nunca são abertas; e 91% dos usuários já cancelaram o envio de emails que haviam solicitado para receber anteriormente. Estatísticas como essas mostram que os consumidores querem ter controle sobre o conteúdo que consomem e confiam pouco nas mensagens promocionais. Os marketeiros inteligentes percebem que o marketing tradicional funciona cada vez menos.
2. Dois terços do processo de venda são concluídos em meios digitais. Pesquisas mostram que os compradores só buscam um contato com a área de vendas ou visitam uma loja quando 57% do processo de compra já foi concluído. Isso significa que os consumidores estão formando sua opinião na Internet e nas mídias sociais. Se uma empresa não participa deste processo com conteúdo relevante, ela perde uma excelente oportunidade de educar e informar os consumidores e, assim, influenciar positivamente seu comportamento.
3. Marketing de Conteúdo é mais efetivo que o tradicional. Estudos mostram que o marketing de conteúdo custa 62% menos e gera 3 vezes mais leads por dólar investido que o marketing tradicional.}
{Como fazer Marketing de Conteúdo?
A maioria dos profissionais de marketing está acostumada a trabalhar com ciclos de campanhas: criar um novo produto, desenvolver uma campanha divulgando suas vantagens e benefícios, contratar mídias para divulgar a mensagem, medir e repetir o processo com o próximo produto. A estratégia digital, muitas vezes, é somente mais um veículo utilizado nesse ciclo.
No entanto, o novo consumidor, como vimos, está constantemente buscando informações sobre produtos, interagindo com as marcas e compartilhando com suas redes sociais. Nem sempre o comportamento do consumidor coincide com o calendário de campanhas.
Para que o Marketing de Conteúdo traga resultados efetivos, é preciso migrar desta orientação dirigida a campanhas (com foco nos produtos) para um marketing com foco no consumidor.
Se o cliente está sempre aprendendo, então o Marketing precisa estar sempre ensinando!
Por onde começar?
Se você já tem, ou está disposto a adotar, essa mentalidade orientada ao comportamento do consumidor, sugerimos 3 passos para começar:
1. Desenvolver uma Estratégia de Conteúdo. Neste processo, define-se os objetivos de negócios, o perfil do consumidor com quem desejamos conversar, os formatos e periodicidade do conteúdo que deve ser produzido. Leia mais sobre Estratégia de Conteúdo.
2. Definir Processos de Conteúdo. Marketing de conteúdo é como frequentar uma academia: você pode obter resultados em poucos meses mas, para ser realmente efetivo, é preciso dedicação a longo prazo. Com processos bem desenhados, é mais fácil manter a consistência. Veja algumas dicas de como criar uma agenda de conteúdo.
3. Implementar Tecnologias de Apoio. É possível criar conteúdos de qualidade sem muito apoio tecnológico, mas o uso de ferramentas certas pode facilitar os processos e amplificar os resultados.
Contar com um parceiro especialista em Marketing de Conteúdo, pode ser interessante. Para quem está iniciando, o apoio no desenvolvimento de uma estratégia e processos é fundamental. E para quem já trabalha com este modelo, é possível delegar algumas atividades operacionais e tecnológicas.
FONTE: 1+1 > 2 http://www.1mais1maiorque2.com.br
Texto original: Tiago Amaral} Read article →
August 14 / 2013