A deficiência visual nas grandes metrópoles

AlphaPortugal Alphagraphics925Viver em uma cidade muito movimentada é um exercício de abstração para aqueles que não podem enxergá-la. O método utilizado para se localizar e identificar coisas por essas pessoas é a partir do desenho de calçadas, o som externo de carros se misturando com os sons de pessoas conversando, as sensações de calor ou frio, o cheiro e muitos outros fatores que criam uma relação única e individual do deficiente visual com o lugar em que ele vive.

A falta de recursos táteis e conteúdos com audiodescrição fazem muita diferença no dia a dia de cada um deles. No Brasil, a legislação possui a Lei de Acessibilidade, que possui o intuito de otimizar a vida de pessoas com esta deficiência, estipulando regulamentos quanto a natureza arquitetônica e urbanística e o atendimento às necessidades de cada um. Porém, mesmo com a regulamentação, os 0,44% da população que possui deficiência visual ainda passam por muitos obstáculos em seu cotidiano e os “enxergantes”, como eles nomeiam aqueles que podem enxergar, também acabam sendo inconvenientes por não entenderem a real situação deles.

Atualmente, com a revolução digital, aplicativos e os próprios sistemas operacionais de celulares contribuíram para uma melhor inclusão dos deficientes, possibilitando assim novas formas de “ver”.

O projeto agSigns, da AlphaGraphics,  foi criado justamente para melhorar a realidade e gerar uma melhor inclusão social para estas pessoas, trabalhando com sinalizações visuais em uma nova forma das empresas ou instituições agregarem mais acessibilidade aos deficientes visuais.

As sinalizações em braille do agSigns podem e devem ser aplicadas em estabelecimentos como hospitais, escritórios, órgãos públicos, mercados, shoppings, escolas e muitos outros locais que são muito frequentados por estas pessoas, e que infelizmente deixam a desejar nesse quesito.

O objetivo é gerar uma maior integração entre estas pessoas e o meio em que elas vivem, deixando cada vez menos obstáculos para uma boa convivência independente de onde elas estejam.

Ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário!

Posted by admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *